Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Como utilizar a cannabis na odontologia

Como utilizar a cannabis na odontologia

O uso da planta para tratar patologias e preparar os pacientes para intervenções odontológicas

Usar a cannabis na odontologia tem sido uma prática que vem ganhando adeptos entre os cirurgiões dentistas. 

As pesquisas e as experiências clínicas surpreendem com os resultados satisfatórios dos pacientes. 

Seja para tratar alguma patologia em específico ou preparar os pacientes antes de intervenções cirúrgicas, reduzindo a ansiedade o uso da cannabis proporciona melhoras significativas.

Cannabis na odontologia e o Sistema Endocannabinoide

O que explica a eficiência da planta para diversas aplicações na melhora da saúde humana, está na existência do SEC sistema endocannabinoide, que é omodulador de vários processos fisiológicos. 

Esse sistema é composto por uma ampla rede de receptores espalhados por todo o organismo, literalmente dos pés à cabeça. Eles se conectam com os neurotransmissores produzidos pelo nosso corpo, os endocannabinoides. 

Com a ajuda de algumas enzimas essa conexão ativa o funcionamento desse sistema, responsável por promover o equilíbrio de todos os outros sistemas vitais. 

Resumidamente, o sistema endocanabinoide faz a regulação homeostática do nosso organismo. 

A cannabis tem em sua composição uma série de substâncias químicas, entre elas os fitocannabinoides.

Eles tem estrutura molecular muito parecida com os dos endocannabinoides e também se conectam com os receptores presentes no sistema endocanabinoide.

Os endocannabinoides mais conhecidos são a anandamida e 2-AG.

Os fitocannabinoides mais conhecidos são o THC e o CBD. A estrutura dessas moléculas são parecidas.

Com a ajuda de outras substâncias químicas da planta, como os terpenos e algumas enzimas do organismo, os fitocannabinoides se conectam com essa rede de receptores e ativa o sistema endocannoide.

Esse sistema foi descoberto nos anos 90 por Raphael Mechoulam. Um cientista israelense que já havia descoberto as moléculas THC e CBD e queria entender como elas atuavam no corpo.

A ampla atuação da planta em nosso organismo é pela conexão dos fitocannabinoides com o nosso sistema endocannabinoide.

Aprenda a usar a cannabis na odontologia

Curso 100% online

Cannabis na Odontologia e as patologias

Patologias como: dor orofacial, bruxismo, síndrome da ardência bucal e disfunção temporomandíbula, te, tratamento indicado com cannabis.

Alem disso, ela ajuda no controle da ansiedade e promove o relaxamento muscular, além de proporcionar ações anti-inflamatórias e analgésicas.

Para pessoas que sofrem com dor, a cannabis tem apresentado incríveis resultados com baixíssimo efeito colateral.

Cannabis como tratamento antes das intervenções

Uma das formas de uso da cannabis na odontologia é para o controle das crises de ansiedade e fobia. 

É muito comum as pessoas terem medo dos atendimentos e dos procedimentos que serão realizados na cadeira do dentista e a cannabis ajuda no controle da ansiedade.

“Eu costumo indicar o uso dos produtos tanto para pessoas que não gostam de dentistas como para pacientes com espectro autista, por exemplo. A cannabis diminui a reação do sistema nervoso central. O CBD, por exemplo, tem um efeito de redução da ansiedade. Então, esse uso prévio vai facilitar e muito o atendimento e a intervenção que for ser feita”, explica a cirurgiã dentista e prescritora, Endy Lacet.

Cannabis no pós tratamento e interação medicamentosa

Ao se conectar com o SEC, as substâncias da cannabis auxiliam tanto em ação analgésica como anti-inflamatória.

Tanto o CBD como o THC ajudam na cicatrização, modulação e controle da dor.

Para casos pós-operatórios é uma excelente opção com baixo efeito colateral

Outra vantagem é que o uso da cannabis permite fazer a interação medicamentosa.

Aspectos Legais que você precisa saber

Em 2021 os dentistas Endy Lacet e Guilherme Martins assumiram a luta para conseguir a liberação da categoria para prescrever produtos à base de cannabis. (Saiba mais clicando aqui)

Após um diálogo entre o CFO (Conselho Federal de Odontologia) e a Anvisa, foi incluído no formulário o campo de odontologia para fazer o cadastro no site.

A Anvisa criou em 2019 a resolução RDC 327, uma Autorização Sanitária para a fabricação e a importação de produtos à base de cannabis. Essa autorização permite que os médicos possam prescrever produtos à base de cannabis.

Porém, não contemplava cirurgiões dentistas , que agora estão representados pela RDC 660.

Recentemente, a cirurgiã dentista Cynthia De Carlo foi a primeira dentista a fazer uma judicialização. O plano de saúde de uma de suas pacientes vai custear o tratamento de bruxismo e DTM severa. (Saiba mais clicando aqui).

Essa jurisprudência pode favorecer outros pacientes a conseguir custear o tratamento pelo plano.

Representatividade organizada dos dentistas prescritores

A busca pela aplicação da cannabis na odontologia fez criar a Sbocan – Sociedade Brasileira de Odontologia Cannabinoide.

A proposta da organização é incentivar a pesquisa no campo da cannabis na odontologia e difundir os resultados, informando os benefícios dos tratamentos dos pacientes.

Se você é estudante ou profissional já formado e ficou interessado nas possibilidades de aplicação da cannabis na odontologia, você está conectado ao futuro

Reserve os dias 21,22 e 23 de outubro para você participar do curso de Cannabis aplicada à odontologia.

Serão 10 horas de curso online que vão revelar o universo de aplicação da cannabis para tratamentos odontológicos.

Além do conteúdo científico, você saberá os detalhes dos aspectos legais que envolvem o uso da cannabis como alternativa de tratamento.

Um curso completo para tornar você um especialista na área.

Clique aqui para receber mais informações:

Aprenda a usar a cannabis para tratar seus pacientes com segurança e eficiência

Curso 100% online
Terapia Cannabinoide na Odontologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.