Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Ansiedade: como a Cannabis pode ajudar a amenizar os sintomas

Ansiedade: como a Cannabis pode ajudar a amenizar os sintomas

Ansiedade

A ansiedade, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), coloca o Brasil como o país com o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 9,3% da população

A organização aponta ainda que é preciso priorizar a saúde mental dos brasileiros, já que uma em cada quatro pessoas no país sofrerá com algum transtorno mental ao longo da vida.

Não é de se espantar que no Brasil a comercialização de antidepressivos (muito indicados para o controle de ansiedade, entre eles o conhecido diazepam) cresce a cada ano no país.

Dados do Conselho Federal de Farmácia apontam que a venda desses medicamentos cresceu cerca de 58% entre os anos de 2017 e 2021.

Esse dado crescente de ansiedade se intensificou em todo o mundo após a pandemia de Covid-19. Antes de 2020, cerca de 298 milhões de pessoas tinham transtorno depressivo maior ou de ansiedade, já em 2021 esse número subiu para 374 milhões de pessoas com esse diagnóstico,

Estimativas recentes sugerem que uma em cada oito pessoas, quase um bilhão de indivíduos em todo o mundo, vive com uma condição de saúde mental. 

No primeiro ano da pandemia, houve um aumento estimado de 25% na prevalência de depressão e ansiedade no mundo.

Benefícios da Cannabis para controle de ansiedade

Ao contrário dos medicamentos convencionais para tratamento de transtornos de ansiedade, que agem para bloquear a recaptação ou a reabsorção da serotonina e da norepinefrina, aumentando a atividade dessas substâncias no cérebro, a Cannabis interage de forma orgânica com sistema endocannbinoide, promovendo a regulação do organismo como um todo.

A Cannabis (ou maconha) surge como uma alternativa natural, segura e eficiente para equilibrar os efeitos da ansiedade e por isso, tem sido objeto de diversas pesquisas nos últimos anos, especialmente no que tange ao seu uso medicinal. 

A importação de produtos à base de cannabis aumentou 93% no Brasil nos últimos 12 meses, de acordo com dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a prescrição para ansiedade lidera as receitas médicas.

Aqui estão alguns dos principais benefícios identificados por estudos científicos:

1. Redução da Ansiedade

Os componentes da planta,entre eles o CBD, são amplamente reconhecidos por suas propriedades ansiolíticas. Pesquisas indicam que ele pode ajudar a reduzir a ansiedade em várias condições, incluindo transtorno de ansiedade generalizada, transtorno de ansiedade social e transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). Estudos demonstram que o CBD pode reduzir a ansiedade em situações de alto estresse, como falar em público.

2. Melhora do Sono

A ansiedade frequentemente está associada a distúrbios do sono. A Cannabis pode melhorar a qualidade do sono e ajudar a regular o ciclo do sono, contribuindo para um descanso mais reparador e, consequentemente, para a redução dos níveis de ansiedade.

3. Efeito Relaxante

A Cannabis, em particular o THC em doses controladas, pode induzir um estado de relaxamento, o que pode ser benéfico para pessoas que sofrem de ansiedade crônica. No entanto, é importante que a dosagem seja ajustada adequadamente, já que doses altas de THC podem, paradoxalmente, aumentar a ansiedade.

4. Regulação do Humor

Os componentes da planta interagem com o sistema endocanabinoide e com receptores de serotonina no cérebro, o que pode ajudar na regulação do humor. Isso é particularmente útil para pessoas que sofrem de ansiedade, uma vez que o equilíbrio dos níveis de serotonina está associado à sensação de bem-estar e relaxamento.

5. Redução dos Sintomas Físicos de Ansiedade

A ansiedade pode causar uma série de sintomas físicos, como tensão muscular, dores de cabeça e náuseas. O CBD tem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas que podem aliviar esses sintomas, proporcionando uma melhora geral no bem-estar físico e mental.

6. Alternativa aos Medicamentos Tradicionais

Os medicamentos ansiolíticos tradicionais, como benzodiazepínicos, podem ter efeitos colaterais significativos e risco de dependência. O CBD é considerado uma alternativa mais segura, com um perfil de efeitos colaterais mais leve e menor potencial de dependência.

7. Melhora da Qualidade de Vida

Com a redução da ansiedade, melhoria do sono e alívio dos sintomas físicos, muitas pessoas relatam uma melhora significativa na qualidade de vida ao usar produtos à base de CBD.

O CBD, o THC e seus Efeitos

A planta da Cannabis contém mais de 100 compostos químicos conhecidos como canabinoides. Dentre eles, os mais estudados são o tetrahidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD). Cada um desses compostos interage de maneira diferente com o corpo humano e possui potenciais terapêuticos distintos.

  1. THC (Tetrahidrocanabinol): Este é o principal composto psicoativo da Cannabis. Em doses controladas, o THC pode induzir relaxamento e diminuir a sensação de estresse. No entanto, doses altas de THC podem causar efeitos contrários, como aumento da ansiedade e paranoia.
  2. CBD (Canabidiol): O CBD, por sua vez, não possui efeitos psicoativos e tem sido amplamente pesquisado por suas propriedades ansiolíticas (redução da ansiedade). Estudos sugerem que o CBD pode modular os receptores de serotonina no cérebro, que desempenham um papel crucial na regulação do humor e da ansiedade.

Evidências Científicas e Estudos Recentes

Diversos estudos clínicos e pré-clínicos têm explorado os efeitos da Cannabis e seus componentes no tratamento da ansiedade. Aqui estão alguns dos achados mais relevantes:

Um estudo da Fiocruz traz um levantamento do uso de Cannabis Medicinal para transtornos mentais apresentando as evidências de eficácia e segurança

Um estudo realizado pela USP (Universidade de São Paulo) e publicado Journal of the American Medical Association (JAMA) na versão aberta com  120  voluntários, profissionais da saúde, que atuavam na linha de frente da pandemia de covid-19 em Ribeirão Preto entre junho e novembro de 2020 e apontam uma redução de 60% dos sintomas de ansiedade, 50% da depressão e 25% de burnout entre os voluntários que fizeram o tratamento padrão com canabidiol quando comparado com aqueles que só fizeram o tratamento padrão.

Considerações e Precauções

Embora as evidências sejam promissoras, é importante considerar alguns aspectos antes de utilizar a Cannabis como tratamento para ansiedade:

  • Dosagem e Administração: A resposta à Cannabis pode variar amplamente entre indivíduos. É crucial que a dosagem seja cuidadosamente ajustada e monitorada por profissionais de saúde para evitar efeitos adversos, especialmente no caso do THC.
  • Legislação e Qualidade: A legalidade da Cannabis varia globalmente. No Brasil, por exemplo, o uso medicinal de derivados da Cannabis é permitido sob regulamentação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A qualidade e a pureza dos produtos devem ser garantidas para assegurar a eficácia e a segurança do tratamento.
  • Interações Medicamentosas: A Cannabis pode interagir com outros medicamentos. É fundamental discutir o uso de Cannabis com um médico, especialmente se o paciente já estiver em tratamento com outros medicamentos para ansiedade.
Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress